cidade dos signos

entrequadras e linhas paralelas

as vias ocasionalmente desenham flores

na paisagem os caminhos do desejo

se renderam a estreitas calçadas

os sítios aparentemente iguais

são simples significantes à espera

enganam ingênuos passantes perdidos

num trânsito de extensos horizontes

sempre horizontais e azuis

à noite as luzes traçam os contornos

de uma imensa pista de pouso

e la nave va

desgovernada

Anúncios

~ por Anderson Melo em 08/07/2008.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: